AnálisesRefrigeração

be quiet! Shadow Rock 3 [Dissipador de CPU]

Com o lançamento de processadores cada dia mais poderosos não é fácil acompanhar com um dissipador simples e barato. Para lutar contra isso a be quiet! tem na linha Shadow Rock as suas apostas mais fortes (com foco no silêncio) e com esta versão 3 consegue o que muitos entusiastas pediram: menos peso, menos pressão na placa mãe e uma capacidade de arrefecimento que chega aos 190W de TDP. Para permitir o dissipador ser utilizado com o maior número de sistemas, este tem um formato assimétrico, ou seja, o centro do dissipador está deslocado para aumentar a compatibilidade. A ventoinha escolhida é de 120mm, uma Shadow Wings 2. Curiosos pelo desempenho?

Podem ver este produto on-site aqui: be quiet! Shadow Rock 3

Condições de teste
Sistemas utilizados:
Hardware
Processador AMD Ryzen 9 3900X @ 4,2 GHz
Placa-mãe GIGABYTE X570 Aorus Elite
Placa gráfica Gigabyte RX Gaming 570 8GB
Memória Corsair DDR4 32GB RGB (2x 16GB)
Fonte NZXT E850
Samsung NVMe 970 EVO Plus
Toshiba X300 5TB
Thermaltake Global S500 TG
AOC Gaming U3277PWQU + Philips Brilliance 241B
Razer Deathadder Elite + Razer Mouse Bungee
Razer Deathstalker

Software
3D Mark
PC Mark
NZXT CAM
Intel Burn Test

Dados sobre o produto
Tipo de produto: Dissipador assimétrico para CPU
Segmento: Premium
Função/utilização alvo: Dissipadores de alto TDP
Gama da preços: Aproximadamente 50€

Análise
Verificando o desempenho via Benchmarks, o Shadow Rock 3 portou-se muito muito bem contra outros grandes dissipadores. Os resultados em idle são com a ventoinha em modo silencioso e em full em modo performace (representando assim o leque mais curto de variação que podem obter com ele).
Dados da comparação com outros dissipadores que tinha por aqui:
Imagem
O mais importante a reter deste desempenho é que o dissipador mesmo com apenas uma ventoinha silenciosa é capaz de igualar o Phantom Black da Gelid (que por cá deverá ter o mesmo PVP) e justifica bastante bem o seu preço em comparação com uma solução All-in-One Premium.

Conclusão
O be quiet! Shadow Rock 3 é um dissipador silencioso, fácil de instalar e capaz. Vale cada cêntimo que é pedido por ele e se não forem fãs de RGB, está aqui uma sólida aposta. Por ser de Heatpipe de toque direto é muito eficaz a transferir o calor para a zona das alhetas e responde super rápido às variações de temperatura do processador. A sua densidade de alhetas parece enganar ao início, mas se calhar até está aqui uma fórmula de sucesso, sem marketing agressivo, e o resultado é que importa.

Galeria

be quiet! Shadow Rock 3

~ 50€
9

Desempenho (performance)

9.0/10

Desempenho (silencioso)

9.0/10

Ruído

9.0/10

Montagem e configuração

9.0/10

Trocar ventoinhas

10.0/10

Capacidade de cooperação (airflow)

8.0/10

Compatibilidade (socket)

8.0/10

Compatibilidade (caixas)

9.0/10

Instruções e manual

10.0/10

Pasta térmica

9.0/10

Prós

  • Bom equilíbrio preço/desempenho
  • Conjunto silencioso
  • Fácil instalação
  • Possibilidade de Push-Pull
  • Larga compatibilidade com memórias

Contras

  • A ventoinha não permite o máximo desempenho do dissipador
  • Não é compatível com sockets mais antigos (775 e AMD2 por exemplo)
Previous post

Segurança prática em sistemas e redes com Linux

Next post

Feelworld LUT 7 e LUT 7S - Ecrã tátil de 7 polegadas, importação de LUTs 3D e 2200 nits de luminosidade

Luís Alves

Luís Alves

Cargo: Fundador & CEO
Naturalidade: Santa Maria da Feira

Atualmente no 5º ano do Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica na FEUP (especialização Automação), licenciado em Engenharia Mecânica pelo IPV.

Sou o moda’a’foca original, um dos guru do modding e tecnologia em Portugal. Desde novo autodidata, sempre gostei de criar, inventar e inovar. Na base tecnológica gosto além do modding, de sistemas de refrigeração a água, hardware e um novo fascínio pela impressão 3D. Considero bastante importante a partilha de conteúdos e conhecimentos.

Desde Abril de 2014 podem também me encontrar na Rubrica PLUG da revista PCGuia todos os meses. Em Julho de 2017 fundei as Hashtag Dondoca, um projeto de Lifestyle no feminino em português onde sou director artístico.