Cultura

Bumblebee

O Pequeno zangão amarelo tem que defender o nosso Planeta.

Acho que fãs não deviam escrever reviews. Apesar de me considerar fã, sei apontar alguns erros que alguns filmes dos Transformers tiveram, mas neste não encontro nada para criticar. A própria história e a forma como me envolvi na mesma deixou-me um bocado afastado de algumas visões mais técnicas, que não sendo especialista consigo as vezes apontar. Bumblebee para mim teve tudo aquilo que estava a espera que me mostrasse. Conta como B-127 chega a Terra, como passa a ser denominado de Bumblebee, como não conseguia falar como os outros (e sim pelo rádio). Todos aqueles pormenores que diferenciam Bee dos outros Transformers foram mostrados e explicados a uma ótima velocidade, nunca deixando momentos mortos ou desinteressantes.

O filme inicia-se com a batalha entre Autobots e Decepticons em Cyberton. Durante essa batalha os Autobots decidem bater em retirada e o Tenente B-127 recebe a missão de ir para um planeta escondido estabelecer uma base para receber os restantes fugitivos. Desde aí é contada a historia de Bumblebee e de alguns acontecimento pré-Transformers.

Para mim todo o filme mostrou-se estar espetacularmente bem desenvolvido e até as atuações dos atores, em exclusivo de John Cena e Hailee Steinfeld, Agent Burns e Charlie Watson, respetivamente, estiveram ao nível do filme – Tive alguma receio principalmente relativamente ao primeiro. Não sei se haverá continuação, espero que sim, e que venha ao nível do antecessor, ou seja, este filme.

Bumblebee (filme)

9.5

Nota final

9.5/10

Prós

  • História envolvente e com bom ritmo
  • Personagens bem desenvolvidos e cria-se um a ligação entre o espectador - personagem

Contras

  • Nada a apontar
Previous post

Razer Chroma nos carros eléctricos da Leapmotor

Next post

Targus alarga horizontes quanto ao que é possível fazer com mochilas, capas e acessórios

Paulo Castro

Paulo Castro

Cargo: 3D Print R&D
Naturalidade: Vila do Conde
Licenciado em Engenharia Mecânica pelo ISEP e com Grau de Mestre em Engenharia Mecânica, com especialização em Automação, na FEUP. Gosto de aprender coisas novas e por essa razão estou sempre à procura de algo novo para fazer. Tendo a oportunidade de adquirir uma impressora 3D não hesitei e desde então tenho explorado tudo este novo mundo.