Sem categoria

Aquaman

Sponge Bob, Indiana Jones e Rei Artur. Com uma pitadinha de Jurassic Park. Aparentemente quatro universos diferentes, mas que, na verdade, constituem os alicerces de Aquaman, o último filme do DC Extended Universe.

Após Wonder Woman que as expetativas face ao universo DC têm vindo a aumentar entre os fãs de filmes de super heróis, e, de facto, Aquaman apresenta uma história consistente, que, de forma inteligente, contraria a desprestigiada fama da personagem. Esta exímia recriação, no fundo, deve-se a Zack Snyder, que a havia idealizado em Justice League. Ainda assim, James Wan caiu nalguns clichés desnecessários, que vão desde o absurdo ênfase nos olhos amarelados de Jason Momoa – que depois disto mereciam um filme só deles –, ao beijo dramaticamente explosivo entre Arthur e Mera.

O filme inicia com a origem de Arthur (Jason Momoa), fruto da relação ilegítima entre Tom (Temuera Morrison), um faroleiro, e Atlanna (Nicole Kidman), a rainha da Atlântida que havia fugido para escapar a um enlace forçado com Orvax. Orm (Patrick Wilson), meio-irmão de Arthur, força o desencadeamento de uma guerra entre a terra e o mar, que o irmão é incitado a travar, de modo a evitar a devastação dos dois mundos.

O CGI do filme foi muito bem conseguido, sobretudo quando invocamos as paisagens do fundo do mar e os cenários de batalha, que, contrariamente ao que ocorre com o mais recente filme da Marvel, Venom, não levam à perda da legibilidade da cena de ação em si. Pelo meio temos a introdução, um tanto ou quanto forçada, de Black Manta, um dos principais inimigos de Aquaman, que procura vingar a morte do seu pai. Tudo indica que a sua história não se ficará por aqui, pelo menos a julgar pela cena pós-créditos.

Apesar de tudo, Wan conseguiu conjugar comédia, ação, suspense e aventura de forma relativamente equilibrada, obtendo um filme capaz de entreter até quem não se entusiasma com super-heróis.

Aquaman Movie

7

Nota final

7.0/10

Prós

  • CGI
  • Jogos de cor e luz
  • Plot Twist existente
  • História de amor entre Tom e Atlanna

Contras

  • Ênfase nos clichês
  • Cenas muito semelhantes entre si (o Aquaman aparece sempre de costas e a sacudir o cabelo, terminando com o foco nos olhos)
  • A semelhança evidente com outros filmes
Previous post

Marble It Up!

Next post

BlackBerry Key2 LE [Smartphone]

Luís Alves

Luís Alves

Cargo: Fundador & CEO
Naturalidade: Santa Maria da Feira

Atualmente no 5º ano do Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica na FEUP (especialização Automação), licenciado em Engenharia Mecânica pelo IPV.

Sou o moda’a’foca original, um dos guru do modding e tecnologia em Portugal. Desde novo autodidata, sempre gostei de criar, inventar e inovar. Na base tecnológica gosto além do modding, de sistemas de refrigeração a água, hardware e um novo fascínio pela impressão 3D. Considero bastante importante a partilha de conteúdos e conhecimentos.

Desde Abril de 2014 podem também me encontrar na Rubrica PLUG da revista PCGuia todos os meses. Em Julho de 2017 fundei as Hashtag Dondoca, um projeto de Lifestyle no feminino em português onde sou director artístico.