Análises

Annihilation – Aniquilação

Intrigante, visualmente espectacular e que pede mais.

Vou começar esta review sendo o mais sincero possível: foi um pouco desapontante. Annihilation estava a ser um grande filme até à entrada dos últimos 20-25 minutos. O final do filme tinha potencial para mais mas acabou por deixar demasiada “água na boca”. A repetição da frase “Não sei!” durante o filme é bem aplicada e mantém qualquer um agarrado ao ecrã com vontade de continuar até ao final. Mas não me levem a mal, achei desapontante pois esperava mais revelações do que as que foram mostradas. É um deslumbrante filme que adorava ver em 4K pois acredito que todas as cenas, especialmente a final, iria ser espetacular. Toda a renderização do filme deve ter durado imenso e para quem tem uma TV de qualidade ficará espantado. Depois de ver este filme,  Alex Garland, O Diretor de Ex Machina, obrigou-me a ver o seu filme de estreia como diretor – sim eu ainda não vi Ex-Machina.

Relativamente aos atores, Natie Portman, já conhecida para amantes da MCU, tem uma prestação brilhante. Tessa Thompson também esteve muito bem. Já Jennifer Jason Leigh, pessoalmente, colocava a sua voz num nível demasiado robotizado e simples, o que não me agradou.

Para um filme de Sci-Fi era natural ter tiradas cientificas mas algumas falharam um pouco na questão do científico ou simplesmente foram mal explicadas. É um filme que faz pensar em algumas partes devido à mensagem que quer passar. Mas espero que haja uma continuação pois ficaram algumas coisas por revelar. Para quem gosta de ler, Annihilation, faz parte de uma trilogia de Jeff VanderMeer conhecida como Southern Reach Trilogy, que se mantiver o hábito, será muito melhor e intrigante que o filme onde, na imaginação de cada um, poderá transportá-lo para algo ainda mais bonito que a realização de Alex Garland.

Annihilation

7.5

Nota final

7.5/10

Prós

  • CGI e renderização lindíssimos de se ver
  • Apesar de ser um filme de uma expedição feminina não existem clichés nem estereótipos

Contras

  • Final um pouco desapontante em termos de história
  • Pode parecer confuso e mal explicado em algumas partes
Previous post

devolo Magic combina Mesh-WiFi com Powerline para velocidades até 2.400 Mbps

Next post

Feiyutech Gimbal G6 e G6 Plus

Paulo Castro

Paulo Castro

Cargo: 3D Print R&D
Naturalidade: Vila do Conde
Licenciado em Engenharia Mecânica pelo ISEP e com Grau de Mestre em Engenharia Mecânica, com especialização em Automação, na FEUP. Gosto de aprender coisas novas e por essa razão estou sempre à procura de algo novo para fazer. Tendo a oportunidade de adquirir uma impressora 3D não hesitei e desde então tenho explorado tudo este novo mundo.