Notícias

Acer Revo Build (M1-601) – Um mini PC modular inovador

Acer Revo Build (M1-601)

Existem pessoas com eu que gostam particularmente de montar e desmontar Pcs, é uma diversão, mas sejamos sinceros, demora tempo.

Algo que me dei conta na Lisbon Maker Faire, é que muitas pessoas procuram o que é esteticamente apelativo, que ocupe pouco espaço e de custo reduzido.

Muitas sao as empresas que olhando para essa tendência, apostam no mercado modular, é o caso da Acer, com um modelo inovador, o Acer Revo Build (M1-601).

Acer Revo Build (M1-601)

Este mini PC, com dimensões de 125×125 mm, que integra um Pentium ou Celeron com gráficos integrados intel, e memoria RAM de até 8Gbs DDR4, é um PC do tipo “Lego”, em que contêm uma unidade central com o sistema principal e pode adquirir módulos de armazenamento, de grafismo, de som, etc, conforme as necessidades e tudo é a cupulado através de pinos com alinhamento magnético, o que para aqueles que não gostam de chaves, parafusos e afins, é agradável. Com uma outra vantagem, de que se pode transportar esses módulos e remover da unidade principal, mesmo com tudo ligado. É claro que ainda não existem muitos módulos, visto que tudo vai depender do sucesso do projeto.

Acer Revo Build (M1-601)

Uma questão que particularmente me preocupa é o preço dos modulos, visto que segundo outras empresas como a Xi3 ou Razer, com Pcs modulares, os modulos tem um valor elevado, o que talvez para um mercado empresarial seja bom, tendo em vista o consumo energético, como no caso da empresa Xi3,mas talvez para o publico em geral, existam outras opções mais em conta.

Segundo o site oficial da ACER, este modelo estará disponível em Outubro com valores a começar nos 199€, o que me parece aceitável!

Fonte: Micronbit.net

Previous post

Razer apresenta experiência total de transmissão na TwitchCon 2015

Next post

Radeon R9 Nano - O novo processador gráfico da AMD

xpect

xpect

Cargo: Linux Guy
Naturalidade: Lisboa

O meu nome é André Paula, tirei um curso Técnico Profissional de informática com especialização em manutenção de hardware, na Escola Profissional de Setúbal.

Considero-me curioso e autodidata em especial no ramo informático. Gosto de aprender coisas novas e estar sempre atualizado com as novidades tecnológicas.

Relativamente ao Linux, o meu primeiro contato foi na escola, tendo aprendido os comandos básicos, criação de boot pens e recuperação de sistemas windows via linux. As distribuições que usei inicialmente foram o Ubuntu, o Kurumin e o Mandrake (já descontinuados), mas não dei continuidade depois de terminar o curso, talvez por falta de incentivos, não sei.

Depois de uns bons anos, voltei a experimentar uma distribuição Linux, que na altura foi Ubuntu 12.04 e apartir dai até hoje.

Portanto, todos os videos, artigos e podcast que faço, têm como objetivo ensinar e mudar mentalidades, mudar a forma como as pessoas em geral encaram o Linux e mostrar que existem alternativas ao que é tradicionalmente usado. Este percurso foi o que me levaram a fundar o LinuxTech.pt - https://linuxtech.pt/